A Hipnose pode te libertar da depressão

Não é “frescura”. Não é uma “tristezinha” de leve e que logo vai passar. Não é algo que se ignorar simplesmente vai sumir ou parar de doer.

O nome dela? DEPRESSÃO.

A depressão já é considerada uma das doenças modernas que mais causa mortes no mundo (direta ou indiretamente) e a tendência não é das melhores, vem aumentado a cada ano. Mas afinal, o que é e por que essa doença é tão perigosa e vem causando tantos óbitos nos tempos atuais?

 

A depressão

É uma doença psiquiátrica crônica e recorrente que produz uma alteração do humor caracterizada por uma tristeza profunda, sem fim, associada a sentimentos de dor, amargura, desencanto, desesperança, baixa autoestima e culpa, assim como a distúrbios do sono e do apetite. A tristeza não dá tréguas, mesmo que não haja uma causa “aparente” e permanece por dias e dias seguidos. Já não há interesse pelas atividades que antes davam alegria e prazer como antes, e a pessoa não tem perspectiva de que algo possa ser feito para que seu quadro melhore.

Causas

Existem muitos estudos sobre as causas que desencadeiam o processo da depressão. Particularmente não acredito numa causa única, mas numa série de fatores que somados desencadeiam o sintoma da depressão. Para que o tratamento seja eficaz é fundamental entender quais os ingredientes que construíram a depressão no paciente. A seguir compartilho as causas mais frequentes que recebo todos os dias no consultório em busca de tratamento:

  • Traumas de infância

Certamente todos nós temos lembranças de momentos ruins que nos impactaram bastante. No entanto, muitas pessoas acabam levando essas experiências (a maior parte de quando ainda eram crianças) até a fase adulta e ficam “re-sentindo” as dores do passado, o sofrimento e isso contribui para que doença seja reforçada.

  • Lutos e perdas

Não é fácil passar pelas perdas da vida, as vezes é a perda de um emprego, as vezes o término de um relacionamento, a morte de um ente querido, o amigo que muda de cidade, o filho quando sai de casa, a perda da saúde por conta de uma doença prolongada… As perdas desencadeiam um sentimento de luto e, muitas vezes, se tornam a porta de entrada para a depressão.

  • Problemas de autoestima

Pessoas que tem um quadro de baixa autoestima estão mais propensas a sofrer da depressão. A ausência de confiança para realizar qualquer atividade da vida é um dos fatores mais fortes para no desencadeamento da doença.

  • Estresse prolongado

Quando as tentativas de dominar situações estressantes são infrutíferas, a pessoa pode começar a se sentir impotente, desamparada ou desprovida da capacidade de controlar a situação.

  • Fatores biológicos

O cérebro humano contém importantes estruturas que atuam na regulação das emoções. Em casos de desequilíbrio destas funções, fica difícil para o cérebro gerir coisas simples como ter condições de dormir e manter o sono, sentir-se repousada, ter apetite normal, sensações sexuais, sentir vitalidade, experimentar prazer e contar com recursos para enfrentar as dificuldades e acontecimentos dolorosos ao longo da vida.

Sintomas

Se você tem experimentado pelo menos quatro dos seguintes sinais ao mesmo tempo, pela maior parte do dia, todos os dias, por um período prolongado (3 meses ou mais), você pode ter depressão:

  • Humor triste, ansioso ou “vazio” persistente;
  • Sentimentos de desesperança, luto ou pessimismo duradouros
  • Irritabilidade repentina
  • Sentimento de culpa, inutilidade ou desamparo sem motivo aparente
  • Perda de interesse ou prazer pela vida, hobbies e atividades
  • Diminuição da energia ou fadiga
  • Sentir-se inquieto ou ter problemas para ficar sentado
  • Dificuldade de concentração, lembrança ou tomada de decisões
  • Dificuldade para dormir, despertar de manhã cedo ou dormir demais
  • Apetite e / ou alterações de peso significativas
  • Pensamentos de morte ou suicídio, ou tentativas de suicídio
  • Dores, problemas digestivos sem uma causa física clara e / ou que não se aliviam mesmo com o tratamento.

Tratamento

O tratamento da depressão com a hipnose tem como finalidade buscar a origem que desencadeou tudo isso. Buscamos o momento exato em que a mente “aprendeu” a construir a depressão para se auto preservar de algum acontecimento da vida, a primeira gota que fez o copo transbordar.

Assim que o chamado Evento Causador Inicial (E.C.I.) é descoberto, analisado e ressignificado, não há mais motivos para a mente e/ou o corpo funcionarem de forma desequilibrada. Então a química cerebral começa a se regular, os hormônios começam a voltar ao normal, tudo de forma natural. Aliás, se o corpo pode alterar sozinho o funcionamento orgânico e fisiológico na primeira vez, por que não poderia alternar novamente para o estado normal?

É importante ressaltar que meu trabalho como hipnoterapeuta é atuar em conjunto com meu cliente, acessando níveis profundos de sua mente, na busca da capacidade natural de autocura de seu próprio corpo.  Nos casos em que já existe o acompanhamento de outros profissionais da saúde, como psiquiatras, nós somamos forças trabalhando em equipe, visando sempre o bem estar e a cura do cliente.

%d blogueiros gostam disto: