fbpx
Finalmente! Revelado o segredo de com sua mente funciona

Finalmente! Revelado o segredo de com sua mente funciona

Finalmente! Alguém resolveu revelar o segredo de como a mente funciona.  Da mesma forma que é impossível você dirigir um carro sem ter uma noção básica da mecânica e funcionamento do veículo, é quase impossível usar a mente para trabalhar a nosso favor sem entender seus mecanismos e macetes.

Então se você quer colocar fim a auto sabotagem e entender tim tim por tim tim o que se passa na sua cachola, vem comigo que vou te apresentar o Modelo da Mente de Gerald Kein.

 

Apenas um cérebro, mas 3 mentes trabalham em conjunto

Nossa mente é complexa, muitas pessoas já tentaram explicar como ela funciona; mas até hoje, acredito que a melhor explicação é a do Gerald Kein.  Jerry, como era carinhosamente chamado,  foi discípulo do grande Dave Elman, o pai da hipnose clássica. Ele criou um sistema representacional (isso significa que seu fizermos uma autópsia na cabeça de alguém, não encontraremos estas estruturas lá dentro) chamado o Modelo da Mente.  Ele diz que a nossa mente é dividida em 3 partes (baixe o mapa completo aqui).

1. Mente Inconsciente
2. Mente Consciente
3. Mente Subconsciente

Finalmente! Revelado o segredo de com sua mente funciona

Mente Inconsciente

A mente inconsciente é Mente Instintiva, a parte mais primitiva do cérebro, também chamado por alguns autores de “cérebro reptiliano”.  Ela tem a função de regular nossa fisiologia para a manutenção da nossa sobrevivência. Para tanto, ela controla o sistema nervoso autônomo (tudo aquilo que funciona ‘sozinho’ no corpo como a digestão, o batimento cardíaco, a respiração,  etc) e nosso sistema imunológico (que garante as defesas do organismo). Também é responsável por nossas reações automáticas de defesa, como a descarga de adrenalina que nos coloca na situação de luta ou fuga para reagir às ameaças.

 

Mente consciente

A mente consciente é a Mente que Pensa, a parte mais evoluída do nosso cérebro, está relacionada a região do córtex pré frontal que rege nossos pensamentos e nossa consciência. Ela tem 4 estruturas de funcionamento:

 

Memória funcional

Essa é a nossa memória de curto prazo. Se eu te perguntar o que você almoçou na terça-feira da semana passada, dificilmente você vai lembrar… mas se eu te perguntar o seu nome completo, o número do seu celular ou o caminho até a sua casa; certamente você saberá. As informações que precisamos de bate pronto ficam armazenadas na memória de curto prazo. Ela tem espaço limitado e por isso armazena só aquilo que é mais importante e que precisamos lembrar sem fazer esforço.

 

Analítica

É responsável pela tomada de decisão. Foi ela quem trouxe você para ler este artigo e decidir saber mais sobre como sua mente funciona.  Ela decide desde as coisas mais simples como qual a roupa que vou usar hoje, até as mais complexas como a escolha de minha profissão ou o amor da minha vida.  Ela faz isso acessando as informações do passado, faz comparações e sempre opta por aquilo que é mais próximo ao que já é conhecido. Já já falaremos mais sobre isso.

 

Racional

De racional ela tem só o nome, pois na verdade, sua principal função é criar justificativas, motivos e muitas vezes desculpas do porque agimos de determinada maneira. Isso nem sempre é algo racional… por exemplo: uma pessoa diz que não tem dinheiro para fazer um curso que daria a ela uma promoção no trabalho. Então todo o final de semana ela sai e acaba gastando três vezes o valor da mensalidade do curso, ficando pendurada no cartão de crédito. Conhece alguém assim que se apega ao vitimismo?

 

Força de vontade

Ela é um recurso finito e uma hora acaba, assim como a bateria do nosso celular. Por isso deve ser usada com muita sabedoria. Enquanto temos força de vontade, conseguimos nos manter firmes e fortes em nossos objetivos. Contudo, quando estas mudanças estão ligadas a programações mentais muito profundas, a força de vontade não dá conta de sustentar a mudança por muito tempo. Por isso é tão difícil se desvencilhar de velhos hábitos, e, quando falhamos, nos re-doutrinamos na crença de que é impossível mudar.

Finalmente! Revelado o segredo de com sua mente funciona

Mente Subconsciente

Esta e a Mente que Sente,  o REAL VOCÊ e a parte mais forte da nossa mente e funciona como um computador.  Imagine que quando nascemos nosso HD está zerado, não nenhum programa instalado nele.  Com o passar dos anos passamos por experiências de vida que se transformam em programações mentais para dirigir nosso comportamento.  Por exemplo: vamos supor que na sua infância você passou por um trauma na escola ao apresentar um trabalho na frente da classe. Sentiu-se constrangido, nervoso e negativamente exposto.

Sua mente associará esta experiência a algo ruim e instalará o programa “Não sei falar em público, versão 1.0“, e se encarregará de reforçar a programação fazendo “upgrades” a cada novo acontecimento similar.   A razão pela qual não operamos como gostaríamos, é por que os programas que “instalados” na nossa mente não são os ideais. Mas falaremos disso logo mais, por enquanto vamos entender as funções que ela tem.

 

Memória de longo prazo

Tudo o que você viu, ouviu, tocou, sentiu está armazenado na sua memória de longo prazo. Ela funciona como uma câmera que capta as experiências e armazena todas elas num banco de dados ilimitado, por isso fica bem protegida num local bem profundo.

 

Hábitos

É o que desenvolvemos por repetição e podem ser classificados em bons, neutros e ruins.

 

Emoções

Lembra dos eventos que estão armazenados na memória de longo prazo? Pois bem, a cada uma dessas experiências está acoplada uma emoção, que foi a forma que sua mente subconsciente “aprendeu” e interpretou aquela situação. Como o exemplo do trabalhinho de escola citado lá em cima.  Essas emoções, juntamente com suas memórias, são utilizadas quando a mente subconsciente acha necessário. O que nos leva a quarta e mais forte função da mente subconsciente.

 

Autopreservação

Falando ainda da situação da escola. Vamos supor que sua mente subconsciente aprendeu que estar mediante uma situação de exposição é algo ameaçador, pois na primeira vez que você passou por esta experiência sentiu muito medo.  Na sua vida adulta, cada vez que você passar por situações similares, como falar em público ou se posicionar numa reunião de trabalho, sua mente vai emitir um alerta “Opa! Perigo! Preciso protegê-lo de sentir medo novamente.”  Imediatamente é liberada uma emoção que vai impedir você de se expor (na concepção da mente, proteger você).  É como se fosse um sistema imunológico emocional.  Você compreende agora, por que você tem determinadas reações, mesmo quando não quer ter? E o porquê é tão difícil controlar aquilo que você chama de auto sabotagem?  Essa é a sua mente subconsciente em ação e quando ela decide agir, ainda que isso pareça totalmente ilógico e irracional, a mente consciente se finge de morta e se curva ao poderoso chefão. Ela é implacável, pois é fruto de milhões de anos de evolução dos nossos ancestrais nas cavernas que ao encontrarem um predador poderiam reagir apenas de três formas: congelar, fugir ou lutar.

 

Ociosidade

Essa é a última função também é herança de nossos ancestrais. Como no passado havia uma escassez de alimentos, nossa mente percebeu que era uma boa estratégia economizar energia evitando qualquer tipo de mudança. O problema disso é que ela mantém os mesmos padrões, sejam eles bons ou ruins.  Você entende agora por que é tão difícil manter a dieta ou começar academia?  A culpa é desse ‘modus operandi’ de funcionamento.

Finalmente! Revelado o segredo de com sua mente funciona

O guardião da mente

Agora que você conhece toda as funções da mente, vou te apresentar o último membro da família: o Fator Crítico. Pense nele como o cão de guarda que está sempre alerta a quem pode e não pode entrar na sua casa, da mesma forma o fator crítico fica na fronteira entre a mente consciente e a mente subconsciente bloqueando a entrada e saída de sugestões ou programações mentais. 

Como isso funciona na prática?

Suponhamos que você tenha um problema de ansiedade.  Então você decide assistir vários vídeos no YouTube sobre o tema, comprar  livros de autoajuda, participar de lives no Instagram que ensinam o passo a passo para você dominar a ansiedade. Depois de consumir todo esse conteúdo você se sente muito confiante para mudar seu comportamento e finalmente ter uma postura mais equilibrada.  Mas basta um acontecimento inesperado, para desmoronar  todo o seu plano. Quando você percebe, um milhão de pensamentos negativos do que poderia dar errado invadiram sua mente, seu coração disparou, seus músculos ficaram tensos e… a ansiedade tomou conta de novo!

Isso acontece por que as sugestões dadas no livro de autoajuda e vídeos, são diferentes da programação mental de anos, logo, o cão de guarda não permitiu que essa informação chegasse à mente subconsciente e mandando por água abaixo seus planos de ser mais tranquilo.

Por este motivo é que a hipnose é tão eficaz na resolução de problemas. Segundo Jerry, “Hipnose é o fenômeno de atravessar o fator crítico da mente consciente e estabelecer no subconsciente um pensamento ou sentimento exclusivo e aceitável para o sujeito.

Traduzindo para o português: para isso funcionar de verdade, temos que driblar o fator crítico para acessar as ‘memórias + emoções’, que geraram programações que você não quer ter mais.  Isso é feito durante a sessão de hipnoterapia através da dessensibilização, ressignificação e psicoeducação.

 

O que eu faço com isso tudo agora?

Informação é poder. Agora que você tem o conhecimento dos segredos de como sua mente funciona, passe a prestar atenção nas coisas que você tem feito sem pensar. Nos hábitos que você não gosta ou que nem mesmo tinha consciência e comece a programar a sua mente para trabalhar a seu favor. Você pode fazer isso através da prática da auto-hipnose, ou ainda, buscar a ajuda de um terapeuta qualificado para te ajudar. 

 

Lembre-se, você não tem culpa de ser como é, mas tem a responsabilidade por mudar a partir do momento que tem o conhecimento de como fazer isso acontecer. A partir de agora, está nas suas mãos decidir assumir o controle das suas emoções para ter uma vida mais plena e feliz!

 

 

 

No Comments

Leave a Comment

%d blogueiros gostam disto: